(11) 4396-2343 E-mail: contato@zurichtermoplasticos.com.br

5 Principais técnicas trabalhadas em termoplásticos

Diego Z F 13/05/2016 Nenhum comentário Injeção de Termoplásticos
  • Compartilhe isso nas redes sociais:
5 Principais técnicas trabalhadas em termoplásticos

5-principais-tecnicas-trabalhadas-em-termoplasticos-zurich-termoplasticos-1

Os termoplásticos são polímeros artificiais que conseguem ser facilmente moldados, uma vez que a alta temperatura faz com que o plástico fique deformado. Com o auxílio de um material específico, pode ter o formato que você desejar.

O que oferece muitíssimos benefícios, entre os quais podemos incluir o reaproveitamento de materiais plásticos, a sustentabilidade na prática e o respeito ao meio ambiente e despoluição.

Conhecemos os termoplásticos por outros nomes, como PVC, polipropileno e polietileno, por exemplo.

Há algumas técnicas acerca da criação de termoplásticos que você irá descobrir agora. Saiba que a versatilidade dos termoplásticos é a característica mais conhecida, afinal, ele consegue se adaptar a altas temperaturas. As principais técnicas são: extrusão, injeção, rotomoldagem, sopro e vacuumforming.

5 Técnicas de trabalho em termoplásticos

1.Técnica de extrusão

Na técnica de extrusão, o termoplástico é fixado em uma matriz que geralmente é vazada, afim de adquirir um formato pré-determinado. Pode ocorrer dois tipos de extrusão: quente e frio. Como estamos falando de termoplástico, é utilizada a técnica quente, em que o material é colocado nesse formato em alta pressão.

2.Técnica de injeção

Bastante parecido com a técnica de extrusão, a de injeção é uma moldagem que primeiro derrete o material, isto é, o plástico, transformando-o em pó. Dentro de um recipiente, o grão é plastificado. Isso tudo ocorrendo a uma temperatura elevada. Após esse procedimento, o material é injetado dentro de um molde para que, depois de esfriar, tenha o formato aparente, conforme a moldagem.

3.Técnica de rotomoldagem

Já a rotomoldagem é um processo mais complexo que pode produzir desde peças simples até materiais mais sofisticados. A técnica consiste em quatro partes, iniciando pelo carregamento do formato/molde com o material, para que depois possa ser aquecido, isto é, para que ocorra a polimerização. O terceiro passo é resfriar o molde, e então retirar o material moldado. No processo de rotomoldagem é feita uma rotação tanto no sentindo horário quando anti-horário, justamente para que o molde fique perfeito.

4. Técnica do sopro

Bastante curiosa, a técnica do sopro é baseada em fazer o preenchimento de um molde de plástico oco para que possa ocupar o molde inteiro de uma garrafa, por exemplo. O termoplástico é insuflado (assoprado) a fim de adquirir o formato desejado. Geralmente, essa técnica é feita para a fabricação de garradas PET, totalmente recicladas.

5.Técnica vacuumforming

Essa técnica, além de ser muito simples e mais econômica para criar materiais, consiste em processos fáceis. Afinal, basta aquecer uma placa termoplástica totalmente plana e colocá-la sobre uma estrutura, um molde qualquer, para que o ar possa ser sugado, deixando a peça a vácuo, literalmente. Assim, o material consegue o formato ideal e idêntico à estrutura.

A técnica também é chamada de termoformagem. Aliás, essa estrutura é tridimensional para que haja o molde exato. Para as rebarbas que ficam, são apenas retiradas após o resfriamento (para também a peça não ficar deformada).

E aí, você já sabia dessas 5 técnicas de criação de termoplásticos? Gostou do artigo? Ficou com alguma dúvida? Deixe um comentário, prometemos responder bem rápido! Obrigado pela sua visita, continue sempre por aqui!

Postado por: Zurich Termoplásticos | WWW.INJECAODEPLASTICOS.COM.BR

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *