(11) 4396-2343 E-mail: contato@zurichtermoplasticos.com.br

Soldagem de plásticos com ultrassom

Diego Z F 06/09/2016 Nenhum comentário Injeção de Termoplásticos
  • Compartilhe isso nas redes sociais:
Soldagem de plásticos com ultrassom

soldagem-de-plasticos-1

O plástico é utilizado na fabricação dos mais variados componentes utilizados em diferentes segmentos da indústria, como na automobilística e eletrônica. Possuindo diversos tamanhos, formatos e funções, muitas das peças produzidas em plástico necessitam ser soldadas, compondo o produto final.

A soldagem de plásticos por ultrassom vem se destacando no mercado por ser uma solução eficiente, com ótimos resultados, ao mesmo tempo em que representa significativa economia, de energia e tempo, quando comparada a outros métodos como a soldagem por espelho ou por vibração.

Soldagem de plásticos por ultrassom: como funciona?

A soldagem por ultrassom trabalha com o conceito de transformar a tensão elétrica em oscilação mecânica, permitindo assim que as diferentes peças permaneçam “coladas” umas as outras, apresentando excelente resultados de desempenho e estéticos.

Para que esse processo ocorra é necessário maquinário específico que dispõe de alta tecnologia, mas ainda de fácil funcionamento e manipulação, sendo a solução perfeita a quem precisa realizar essas tarefas.

A principal parte desse maquinário é chamada de conjunto acústico, composto por três partes: o transdutor acústico piezoeléctrico (conversor), unidade de transformação da amplitude (booster) e ferramenta de soldagem (sonotodro).

Ao acionar a máquina, o conversor passa a transformar a tensão da rede elétrica em um tensão de alta frequência, que varia entre 20 e 35 khz, que ainda é convertida em oscilações mecânicas, ou seja, em movimento.

Dessa forma quando a ferramenta de soldagem chega ao componente é aplicada na área de soldagem cerca de 20.000 movimentos por segundo, e como sabemos a fricção é uma poderosa fonte de calor, derretendo o material.

Dessa forma, após a aplicação de pressão durante um curto período, a união entre as duas peças ocorre de forma homogênea, chegando a um resultado esteticamente perfeito, de alta durabilidade e resistência aos mais diferentes fatores, como gás e água.

Além de fornecer resultados de alta qualidade, essa técnica que pode ser utilizada para unir, rebitar, transformar, moldar e até mesmo separar componentes plásticos, apresenta outras vantagens a quem a utiliza.

Dentre essas, o grande destaque fica ao baixíssimo consumo de energia. Vale lembrar que há pouco tempo atrás vivemos um pico no preço de energia devido à crise hídrica e má gestão dos recursos, o que impactou significativamente diversos setores da economia.

Ou seja, diminuir o consumo de energia elétrica tornou-se não apenas uma obrigação ambiental, mas para todos aqueles que buscam reduzir custos de produção, atingindo assim uma vantagem competitiva perante os concorrentes.

Investir em novas tecnologias e técnicas é fundamental para aqueles que buscam se destacar na indústria do plástico, se valendo daquilo que há de mais avançado no mercado para conseguir apresentar resultados de excelente qualidade e com o menor custo possível. Por isso, vale a pena conhecer e aplicar a soldagem por ultrassom em seus componentes.

Continue nos acompanhando para saber mais sobre a indústria do plástico!

Dúvidas ou sugestões? Comente!

Até a próxima!

Postado por: Zurich Termoplásticos | WWW.INJECAODEPLASTICOS.COM.BR

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *