(11) 4396-2343 E-mail: contato@zurichtermoplasticos.com.br

Quantas vezes o plástico pode ser reciclado?

Diego Z F 13/11/2017 Nenhum comentário Industria do plástico, Sustentabilidade
  • Compartilhe isso nas redes sociais:
Quantas vezes o plástico pode ser reciclado?

Quantas vezes o plástico pode ser reciclado?

Hoje em dia é difícil estarmos em um ambiente que não tenha ao menos um objeto produzido em plástico injetado.

O resultado é que o material é também um dos grandes campeões de descarte, jogando contra seu favor a demora na composição.

Diante desse problema e se valendo das propriedades dos polímeros, a reciclagem do plástico é uma realidade crescente.

A reciclagem do plástico como solução 

Através da reciclagem do plástico diminui-se não apenas os números de resíduos descartados como a necessidade de produzir materiais.

Assim, torna-se uma solução real para os problemas ambientais.

Cooperativas de catadores e separadores de lixo reciclável são hoje o principal fornecedor de materiais para empresas de reciclagem.

Diferentes polímeros, diferentes formas de reciclar 

Os termoplásticos são conhecidos pela capacidade de moldagem sem as perdas de suas características.

É justamente esse fator que os fazem ser ideais para reciclagem.

Porém, cada tipo de plástico desenvolvido possui especificidades únicas que se refletem e alteram sua capacidade de ser reciclado ou não.

Não existe uma regra única sobre quantas vezes o plástico pode ser reciclado.

A triagem do plástico é importante para classificar qual material pode ser reciclado ou não e qual o processo de reciclagem que ele passará.

O PET, por exemplo, sofre pouquíssimas alterações de suas propriedades quando reaproveitado.

Não à toa é o campeão entre os polímeros quando o assunto é percentual de reciclagem.

Já o PEAD (polietileno de alta densidade), utilizado em embalagens de iogurtes, caixas de leite, recipiente de detergente líquido, garrafas de suco, dentre outros, sofres maior perda de qualidade a cada processo de reciclagem.

O resultado é um menor número de reaproveitamento e, geralmente, depois de reciclado, sua função passa a ser de menor valor que a original.

Não há apenas um método ou forma a ser aplicada para todos os polímeros, sendo necessário observar suas especificidades.

O PVC (policloreto de vinila), com menos incidência de reciclagem, pode ser encontrado nos cones de trânsito, cabos elétricos, tubos para água, lonas, dentre outros.

Há ainda o PEBD (polietileno de baixa densidade), PP (polipropileno), PS (poliestireno), dentre outros que não podem ser reciclados.

Dessa forma, fica ainda mais clara a importância de todos aqueles que coletam e separam os resíduos descartados.

Graças a eles, os processos de reciclagem ganham em assertividade e agilidade.

Por isso, pense bem ao descartar os objetos de plásticos para colaborar com essa ação.

Gostou deste artigo? Continue acompanhando para ter acesso a mais informações sobre a indústria do plástico.

Até a próxima!

Postado por: Zurich Termoplásticos | WWW.INJECAODEPLASTICOS.COM.BR

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *