(11) 4396-2343 E-mail: contato@zurichtermoplasticos.com.br

Qual a diferença entre injeção de termoplástico e rotomoldagem

Zurich Termoplásticos 17/04/2019 Nenhum comentário Injeção de Termoplásticos
  • Compartilhe isso nas redes sociais:
Qual a diferença entre injeção de termoplástico e rotomoldagem

 

Os termoplásticos são polímeros bastante versáteis e, portanto, amplamente usados na indústria.

Para transformar e moldar esse material, existe uma diversidade de técnicas utilizadas.

Entre elas temos a injeção de termoplástico e a rotomoldagem.

Os dois métodos possuem suas vantagens e características específicas. No texto de hoje, diferenciamos as duas técnicas.

Injeção de termoplástico x rotomoldagem

 

Injeção de Termoplástico

A injeção de termoplástico consiste na moldagem de grânulos do polímero de modo a gerar uma peça plástica.

Os objetos criados nessa técnica podem ter as mais diversas formas e dimensões. Eles também costumam ter espessura constante, facilitando a produção, inclusive, de peças com encaixe.

O processo acontece em uma máquina com duas fases, uma de fechamento e uma de injeção.

Na primeira, o material em estado sólido é derretido até que se transforme em uma unidade.

Na segunda, o plástico derretido é injetado em um molde na forma desejada para criação da peça.

Em seguida passa por um resfriamento, que causa sua solidificação. Assim, dá origem ao formato fixo do objeto final.

 

Rotomoldagem

A rotomoldagem, também chamada de moldagem rotacional ou fundição rotacional, é um processo de moldagem de peças plásticas e transformação de termoplásticos.

Simples e de baixo custo, gera peças ocas ou abertas de maior ou menor dimensão.

São quatro etapas que constituem o funcionamento da rotomoldagem.

A primeira é a dosagem da resina, que é colocada no molde.

Em seguida, acontece o aquecimento e a rotação.  

Logo passa pelo resfriamento da peça obtida, seguido para a desmoldagem, de modo a originar o objeto final.

Vantagens e desvantagens de cada processo

 

Tanto a injeção de termoplástico quanto a rotomoldagem permitem uma grande variedade de modelagem.

É possível produzir peças de diferentes formatos, cores e dimensões com baixa tensão residual.

Por outro lado, o tempo de produção da rotomoldagem pode ser uma desvantagem, uma vez que os processos de molde e desmolde são manuais.

As peças ficam muito tempo expostas a altas temperaturas, o que aumenta o risco de degradação térmica.

Em relação às vantagens da injeção de termoplástico, temos a possibilidade de criar peças voltadas a atender uma necessidade específica.

A técnica também permite a criação de peças com grande precisão, enquanto as produzidas pela rotomoldagem têm dimensões menos exatas.

Quanto a produção em grande escala, a injeção é a mais indicada para o processo, afinal é possível produzir uma grande quantidade de peças em pouco tempo.

Sendo assim, comparado à rotomoldagem é mais vantajoso economicamente.

As diferenças entre a rotomoldagem e a injeção de termoplástico são sutis, mas cada um desses processos é mais adequado para uma situação.

Na hora de escolher, é importante analisar qual é mais a indicada para cada necessidade.

Continue acompanhando nosso blog para ter mais informações e dicas sobre a indústria do plástico.

 

Até a próxima!

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *