(11) 4396-2343 E-mail: contato@zurichtermoplasticos.com.br

Por que mudar as peças de metal para produtos plásticos?

Zurich Termoplásticos 25/08/2020 Nenhum comentário Blog
  • Compartilhe isso nas redes sociais:
Por que mudar as peças de metal para produtos plásticos?

Os produtos plásticos chegaram ao mercado há pouco mais de um século. Nesse tempo, o material conquistou espaço, tornando-se peça fundamental para a produção dos mais variados segmentos. Basta olhar a nossa volta: é quase impossível encontrar algo que não tenha plástico.

A curta trajetória do plástico como material produtivo foi marcada não apenas pela rápida expansão da solução como também pelo seu contínuo desenvolvimento, agregando mais e mais aplicações ao longo do tempo.

Hoje os termoplásticos são plenamente capazes de substituir com total eficiência matérias-primas com uso consolidada por séculos, como a madeira e o metal. E o melhor: reduzindo custos e muitas vezes com menor impacto ambiental.

Continua com a gente que te contamos abaixo porque você deve substituir as peças de metal por produtos plásticos em sua empresa!

Produtos plásticos no lugar do metal podem ser mais sustentáveis?

O metal é um material utilizado pelo homem a milhares de anos, estando presente em diferentes povos e culturas ao longo da história. O material se destaca pela sua possibilidade de moldagem, grande resistência, condutibilidade, entre outros aspectos.

A extração dos minérios que formam os diferentes metais, contudo, é um dos processos extrativistas com maior impacto ambiental. Áreas utilizadas na mineração, mesmo aquele regular, sofrem com a degradação e, muitas vezes, contaminação.

A recuperação de áreas degradadas pela mineração leva no mínimo 30 anos, não havendo garantias que após esse período o solo volte aos patamares de fertilidade que tinha antes de sua exploração.

Mesmo com todos esses “poréns”, o minério de ferro ainda é uma das principais comodities do mundo, sendo amplamente utilizado nos mais diversos setores industriais, estando presente em um gama variada de produtos.

Em partes a hegemonia do ferro se deu por não haver outros materiais com características similares ou superiores que fossem viáveis. Pelo menos até agora. Hoje é possível encontrar resinas plásticas que substituem o ferro com maestria.

A relação do meio ambiente com os produtos plásticos é controversa. Como é amplamente conhecido o material leva séculos para se degradar na natureza, o que é um problema em um mundo que produz cerca de 2 bilhões de toneladas de resíduos anualmente.

Além disso, os produtos plásticos soltam microfibras que são invisíveis ao olho nu e acabam parando nos rios e oceanos, afetando a vida aquática. Também não podemos esquecer que muitas das resinas ainda são fabricadas como derivadas do petróleo.

É preciso destacar, porém, que existe todo um esforço da indústria do plástico para oferecer soluções a esses problemas. Já é possível encontrar, por exemplo, resinas plásticas que são biodegradáveis e produzidas com materiais como amido de milho, amido de ervilhas, óleo vegetais, etc.

Outro ponto que deve ser considerado é a que grande maioria dos plásticos utilizados são recicláveis, ou seja, com o descarte correto os produtos plásticos podem até mesmo ajudar a a reduzir a produção de resíduos.

Assim, substituir as peças de metal por plástico em sua empresa é uma medida capaz de diminuir a pegada ecológica e contribuir com um necessário mundo mais sustentável. Esse, porém, não é o único motivo.

Os benefícios para o seu negócio dos produtos plásticos no lugar do metal

A gestão de um negócio é sempre complexa. É preciso sempre tomar decisões sobre os mais variados aspectos relevantes a empresa que sejam capazes de gerar impactos positivos nos resultados.

Se você tem dúvidas sobre a mudança do metal para o plástico, confira abaixo alguns benefícios concretos para a sua empresa ao adotar medida.

Redução de custos: 

Em um mercado de alta competividade, reduzir os custos é medida fundamental para as empresas que desejam manter a relevância e suas portas abertas. Reduzir custos, porém, não é fácil. É preciso realizar escolhas com cuidado para que não se comprometa produtividade, qualidade e confiabilidade dos produtos.

Empresas que realizaram a troca do metal pelo plástico apresentaram uma economia entre 25% a 50% nos processos de manufatura. Isso é possível graças às características do material e facilidade de injeção de termoplásticos.

A injeção de plásticos é um processo que produz baixos resíduos – na maioria dos casos esses ainda podem ser reaproveitados – e se destaca pela praticidade e agilidade. A injeção do material conta com menos etapas e necessidades quando em comparação a moldagem do ferro. O resultado é uma redução dos custos de produção.

Redução investimento e tempo de desenvolvimento de produtos :

Quando em comparação com peças de metal, o uso do plástico leva a redução de custos e tempo no desenvolvimento de novos produtos.

Enquanto o desenvolvimento de peças de metal pode levar até 12 semanas, o mesmo processo de através da injeção de plásticos leva apenas seis semanas. Com a redução desse tempo é possível começar a produção antes.

Além disso, a produção de moldes para plástico é mais barata e apresenta maior durabilidade quando em comparação aos utilizados na modelagem de minérios de ferro, permitindo a redução de investimentos no desenvolvimento de novos produtos.

Maiores possibilidades de design:  

Designs complexos específicos para produtos de metal exigem um grande tempo de  desenvolvimento e custo alto. Além disso, o processo não é capaz de atender a todas as formas e necessidades.

A injeção de termoplásticos se destaca por sua enorme versatilidade, sendo um processo capaz de ser adaptado aos mais diversos design, independente de sua complexidade. As possibilidades com os produtos plásticos são praticamente infinitas.

Maior facilidade na estocagem e transporte:

O plástico é um material muito mais leve quando em comparação ao metal, o que resulta em peças e produtos com maior facilidade de armazenagem e transporte, trazendo ganhos de produtividade e reduzindo os custos associados à estocagem e logística.

Maior facilidade de penetração em mercados externos:

É comum que muitos países adotem protocolos e exigências em materiais utilizados em revestimentos secundários, como o metal, fechando as portas de mercados externos para os seus produtos.

A substituição do metal por produtos plásticos, faz com que os revestimentos secundários não sejam necessários, o que não apenas reduz os custos total de produção, como facilita a entrada de seus produtos no exterior.

Se você ainda utiliza componentes de metal, verifique a possibilidade de substituir o material por produtos plásticos. O meio ambiente e os seus resultados saem ganhando.

Continue acompanhando nosso blog e fique por dentro de todas as novidades da indústria do plástico e saiba mais sobre esse material tão importante e cada vez mais utilizado no mundo.

Até a próxima!

 

Postado por Zurich Termoplásticos

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *