(11) 4396-2343 E-mail: contato@zurichtermoplasticos.com.br

Pode ser feito com injeção de termoplásticos #1: pedais de veículos

Diego Z F 28/08/2017 Nenhum comentário Industria do plástico, Injeção de Termoplásticos
  • Compartilhe isso nas redes sociais:
Pode ser feito com injeção de termoplásticos #1: pedais de veículos

Pode-ser-feito-com-injeção-de-termoplásticos-pedais-de-veículos

A indústria automotiva é, sem dúvidas, um dos setores mais importantes da economia em nível mundial e movimenta grandiosas cifras anualmente.

Sua alta competitividade faz com que o setor seja um grande investidor em inovação.

Dessa forma, as montadoras procuram se destacar da concorrência e oferecer produtos de melhor desempenho aos consumidores.

Há tempos o plástico e um material amplamente utilizado na produção de peças carros por sua leveza e resistência.

Com o desenvolvimento na produção dos polímeros, a injeção de termoplásticos passa a conquistar espaço também na mecânica dos automóveis.

Uma peça que utilizamos diariamente e muitas vezes passa despercebida é o pedal para carro. E agora ele também está sendo produzido totalmente com injeção de termoplásticos.

Pedal para carro: as vantagens da injeção de termoplásticos 

Inicialmente, os pedais para carros eram fabricados somente com componentes metálicos.

Submetidos a um alto estresse e diferentes conjuntos de força, as peças precisam apresentar um alto índice resistência para não quebrarem facilmente, o que poderia ocasionar acidentes graves.

Desde 2013, porém, é possível encontrar em uma série de modelos de carros pedais produzidos apenas com os termoplásticos.

Prova da resistência dos novos materiais é que a alternativa chega a 2017 também aos veículos pesados de carga.

Mas, afinal, o que leva as montadoras a buscarem alternativas às peças metálicas em sua produção?

São dois aspectos principais que levam a procura pelo plástico: melhoria no desempenho e redução de custos.

Os termoplásticos, mesmo quando maciços, apresentam um leveza muitas vezes superior às peças equivalentes de ferro e metais.

Quando utilizado para fabricar peças de carro, torna os veículos mais leves, possibilitando a eles uma melhor performance.

Dessa forma, atende a um exigente mercado consumidor que busca constantemente por melhor desempenho a cada lançamento das montadoras.

Já a redução de custos é um dos maiores objetivos das empresas na atualidade.

Os materiais férricos e metálicos exigem grandes esforços em sua extração da natureza e posterior manipulação.

Com isso, mesmo componentes de menor tamanho, como os pedais, adicionam um custo considerável na produção.

Já os componentes com plástico injetado são produzidos sinteticamente e possuem um custo menor.

Outra vantagem é que o processo de injeção dos termoplásticos se destaca pela rapidez, ideal para acompanhar o ritmo da indústria automotiva.

Além disso, tem benefícios para o meio ambiente, uma vez que é uma peça de fácil reciclagem, bem como fácil estocagem pela montadora por sua leveza.

Para os próximos anos não é exagero pensar que os materiais em plástico injetado estarão ainda mais presentes no setor automobilístico e em outras indústrias.

Inclusiva há protótipos de carros produzidos totalmente a partir dos termoplásticos.

Gostou deste artigo? Acompanhe nosso blog e não perca nenhuma novidade sobre os termoplásticos.

Até a próxima!

Postado por: Zurich Termoplásticos | WWW.INJECAODEPLASTICOS.COM.BR

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *