(11) 4396-2343 E-mail: contato@zurichtermoplasticos.com.br

Inovação na saúde: por que o plástico é uma contribuição fundamental?

Zurich Termoplásticos 14/04/2020 Nenhum comentário Blog, Industria do plástico, Injeção de Termoplásticos
  • Compartilhe isso nas redes sociais:
Inovação na saúde: por que o plástico é uma contribuição fundamental?

O plástico possui uma extensa versatilidade, se tornando uma inovação na saúde graças a: resistência, durabilidade, leveza, custo reduzido e possibilidade de confecção junto a outros materiais. Isso desenvolve produtos utilizados em todos os âmbitos de tratamentos hospitalares. Saiba mais!

Desde a medicina até à odontologia, a inovação na saúde por meio de plásticos é rica em processos, como: obturações, implantes dentários, cateteres e muito mais. 

A principal vantagem do material é a segurança que o seu uso gera em tratamentos, pois é possível utilizar EPI’s e itens cirúrgicos de uso descartáveis, o que diminui drasticamente a possibilidade de contaminação a um custo competitivo.

Contudo, a área da saúde diariamente passa por avanços e o plástico está presente em muitos deles. A medicina como é praticada atualmente não seria possível sem materiais produzidos a partir do plástico.

Conheça neste texto de que forma o setor de plástico se tornou uma inovação na saúde e como isso afeta você.

 

O uso de plástico como inovação na saúde

A responsabilidade sobre o excesso do consumo de plásticos paira sobre todos nós, mas precisamos ter a consciência de que: uma coisa é recusar o uso de um canudo em um restaurante; outra coisa bem diferente é precisar de cuidados médicos, com a necessidade de que todo material composto por plástico seja descartado logo após o uso.

Uma organização sem fins lucrativos, a Practice Greenhealth, que atua criando maneiras de levar a sustentabilidade da melhor forma até os hospitais, calcula que cerca de 25% do lixo produzido em ambientes hospitalares seja composto por plástico.

Em contrapartida, o plástico é uma opção segura e eficiente para os hospitais, pois ele fornece, a cada nova embalagem, um produto estéril, totalmente livre de bactérias e vírus – o que é fundamental na área da saúde.

Uma pesquisa publicada pelo Conselho Norte-Americano de Química, grupo que representa empresas que comercializam plásticos, diz que: “os plásticos descartáveis são a maneira mais limpa e eficiente” de promover a saúde e a higiene em hospitais. 

Resumindo, o que buscamos em hospitais é saúde, portanto, o que for preciso para sempre alcançar esse resultado, deverá ser feito, afinal, estamos lidando com vidas.

 

Quais são os principais itens produzidos a partir do plástico que fazem a diferença em um procedimento médico?

1 – Inovação na saúde: tecidos de polipropileno

Eles são duráveis mas também são descartáveis. Essa opção de PP (Polipropileno) se torna a mais adequada para centros cirúrgicos, justamente pela segurança garantida contra uma possível contaminação, em um ambiente que precisa ser livre de qualquer tipo de bactéria. 

Os materiais que são produzidos por meio deste PP são: aventais, máscaras, proteção de sapato e toucas.

 

2 – Cateteres 

Os cateteres não funcionam por si só, de modo que, são utilizados em outros aparelhos, que possibilitam salvar vidas, como nas bolsas de sangue. 

Por serem de plástico, eles são flexíveis e se adaptam facilmente, sem que haja dor por parte do paciente.

 

3 – Seringas

O maior benefício do plástico nas seringas é torná-las descartáveis. Isso evita o contágio de inúmeras doenças em pacientes que passam por atendimentos médicos. 

 

4 – Inovação na saúde: córneas artificiais

No ramo da oftalmologia, as córneas podem ser feitas de silicone, recuperando a visão de um paciente que possuía o risco de não enxergar mais. 

Com elas, a sua visão poderá ser restaurada, visto que o silicone é um material transparente, flexível e com as mesmas características de uma córnea natural.

 

5 – Implantes e próteses de plástico

Uma inovação na saúde muito importante é o implante de plástico, que poderá trazer os sons novamente a uma pessoa com deficiência auditiva. 

São vários componentes de plástico que dão forma a esse aparelho, assim como também as próteses que podem corrigir deformidades de pacientes com membros amputados.

 

6 – Cápsulas de remédios

Elas podem passar despercebidas por nós, mas em todas as cápsulas de remédios é possível encontrar polímeros que se decompõem gradualmente, liberando os seus ingredientes de maneira controlada no nosso organismo.

 

7 – Potes

Utilizados para coletar materiais para análises clínicas, os potes são higiênicos e garantem maior precisão na hora de analisar o conteúdo e apresentar o resultado do exame. 

Os exames laboratoriais não seriam os mesmos sem eles – exames de urina e de fezes são alguns exemplos.

 

8 – Tubos

Os tubos de plásticos são amplamente utilizados no processo de hemodiálise. A hemodiálise é o processo de limpeza do sangue, fazendo o papel dos rins no corpo humano.

Esse procedimento funciona da seguinte forma: o sangue sai do paciente por meio dos tubos de plástico e entra na máquina que faz sua filtragem. Ainda na parte interna da máquina, há membranas plásticas semi-permeáveis responsáveis por filtrar as impurezas do sangue.

 

A inovação na saúde depende muito dos plásticos

O uso da resina plástica não se limita aos exemplos citados acima. Há diversas pesquisas para o uso do plástico que trazem inovação na saúde e prometem ser muito úteis em inúmeros tratamentos hospitalares.

Continue nos acompanhando por aqui e em nossas redes sociais para descobrir onde mais o plástico faz diferença na sua vida.

Até a próxima!

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *