(11) 4396-2343 E-mail: contato@zurichtermoplasticos.com.br

Guia rápido da injeção plástica: 4 principais dúvidas respondidas

Zurich Termoplásticos 08/12/2020 Nenhum comentário Blog
  • Compartilhe isso nas redes sociais:
Guia rápido da injeção plástica: 4 principais dúvidas respondidas

A moldagem por injeção plástica está inserida em diferentes produtos utilizados no nosso cotidiano em objetos como: controles remotos, eletrodomésticos, brinquedos infantis, entre outros! Mas você já se perguntou como é realizado o processo de moldagem por injeção plástica? Tiramos as suas dúvidas agora!

 

A moldagem por injeção é realizada por meio da utilização de um material fundido, que pode ser vidro, metal, borracha, plástico, etc.

Um molde é preenchido com este material sob pressão e depois resfriado, fazendo assim com que haja a moldagem de plástico.

Neste artigo, falaremos sobre a moldagem por injeção plástica, portanto o material fundido utilizado é a resina plástica.

As primeiras moldagens por injeção plástica foram realizadas no início da década de 1870, produzindo bolas de bilhar. Mais tarde, esta tecnologia avançou e novos produtos puderam ser desenvolvidos.

Este processo envolve diferentes elementos do nosso dia a dia; a moldagem por injeção plástica produz desde copos e brinquedos infantis até produtos militares, automotivos, entre outros. Para saber tudo sobre esse assunto, acompanhe nosso artigo!

 

1 – Como funciona a moldagem por injeção?

 

Como dito anteriormente, este processo utiliza um material fundido para criar os moldes. No caso da moldagem por injeção plástica, utiliza-se a resina plástica, que a princípio é derretida até chegar ao estado fundido.

A matéria prima é puxada para a máquina através de um funil, utilizando a gravidade para alimentar o material. Depois, o material passa para um cilindro até chegar ao aquecedor, para que assim ele saia do estado sólido para o fundido.

Logo após, o material é injetado por um bico sob pressão, que o direciona para o molde, que é submetido a alta pressão, e a partir disso há o resfriamento do material para ser endurecido.
Quando endurecida, a peça é removida do molde. Esse processo dura cerca de um minuto ou menos.

 

2 – Quais são os principais plásticos utilizados?

Os termoplásticos são os principais utilizados neste processo, visto que derretem facilmente sobre alta temperatura e podem ser reaquecidos por mais vezes.

Além disso, eles possuem propriedades que permitem a utilização de aditivos químicos que alteram cor, podendo ser coloridos com glitter, por exemplo. Conheça os principais termoplásticos utilizados:

  • Nylon: É uma das principais resinas utilizadas para a fabricação de tecidos, embalagens de alimentos e peças automotivas.
  • Polipropileno (PP): É um dos principais utilizados em todo o mundo, possui características marcantes como: resistência química, flexibilidade e isolamento.
  • Acrilonitrila butadieno estireno (ABS): É comumente utilizado para aplicações que necessitam de um exterior resistente e estabilidade térmica. É o termoplástico que possui o menor custo.
  • HIPS (poliestireno de alto impacto): Termoplástico que possui alta resistência a impactos e estabilidade, geralmente utilizado para letreiros. Pode ser colado e também pode receber adição de produtos para alterar a estética final, além de possuir baixo custo.
  • Policarbonato: É uma alternativa que possui resistência e menor custo. É naturalmente transparente, o que possibilita sua utilização em vidros à prova de balas e uso médico, como tubos de ensaio, béqueres e pipetas.

 

3 – Quais problemas você pode enfrentar na injeção plástica?

Sabemos que em qualquer processo existem certas desvantagens ao não escolher o parceiro ideal, que realmente tenha um processo bem estruturado. Separamos os principais; confira a seguir!

1- O custo inicial pode ser alto, por isso a importância de procurar parceiros que te aconselhem sobre maneiras de reduzir os custos de seus moldes.

2- Para que haja precisão e qualidade no resultado final, é importante que você encontre os melhores especialistas, pois é fundamental para que a aparência final seja como o esperado na prototipagem.

3- As matrizes de moldagem por injeção podem levar um prazo de execução mais longo do que outros processos.

4- As revisões podem não ser fáceis de serem realizadas, visto que alguns detalhes da peça acabada podem ser modulares, trazendo impossibilidades de alterações. Uma revisão pode exigir a criação de um novo molde, o que pode prejudicar o projeto, trazendo custos a mais.

 

4 – Quais as principais vantagens?

Agora que você conheceu algumas desvantagens deste processo, conheça as principais vantagens da injeção plástica:

1- Produção em alta quantidade com um excelente custo benefício. A implementação será o maior investimento, porém a fabricação das peças é realizada com maior otimização e qualidade. Podendo ser dimensionada de acordo com a necessidade de cada cliente.

2- A moldagem por injeção plástica produz baixa quantidade de resíduos, o que contribui, significativamente, para o meio ambiente.

3- Possui a possibilidade da utilização de milhares de resinas diferentes, que possuem resistência, qualidade e durabilidade.

4- Consistência nos produtos, se você precisar produzir a mesma peça por muito tempo, a moldagem por injeção permite que haja repetibilidade consistente – além de oferecer um processo automatizado e otimizado.

 

Possibilidade de cores e estética diferentes.

Para conhecer mais sobre a moldagem por injeção plástica, entre em contato conosco e siga as nossas redes sociais. Estamos aqui para esclarecer suas dúvidas!

 

Postado por Zurich Termoplásticos

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *