(11) 4396-2343 E-mail: contato@zurichtermoplasticos.com.br

FaceShield para crianças: seu filho precisa mesmo usar máscara?

Zurich Termoplásticos 29/09/2020 Nenhum comentário Blog
  • Compartilhe isso nas redes sociais:
FaceShield para crianças: seu filho precisa mesmo usar máscara?

O faceshield para crianças é um importante reforço na proteção dos pequenos contra a COVID-19. Ao contrário do que muitos acreditam, a nova doença – que já vitimou centenas de milhares de pessoas – também pode ter consequências graves nas crianças.

A pandemia do SARS-CoV-2 se espalhou rapidamente ao redor do mundo no início de 2020. Como resultado, ao mesmo tempo em que combatíamos o novo vírus, íamos aprendendo sobre ele e as melhores formas de prevenção.

A informação de que as crianças não estavam no grupo de risco da letalidade da COVID-19 foi entendida por parte da população de que elas não necessitavam de proteção – até mesmo algumas autoridades pelo mundo defenderam a normalização da vida escolar.

Hoje, os estudos sobre o novo vírus avançaram consideravelmente, deixando claro que as crianças precisam sim obedecer às mesmas regras de prevenção que os adultos. 

Embora o SARS-CoV-2 não cause sintomas em 22% das crianças e dificilmente leve a sintomas graves, estudos mostraram que ele é capaz de deixar sequelas nesse grupo populacional.

 

A importância de proteger as crianças contra a COVID-19

É importante reforçar que, independente das pesquisas que comprovam sequelas em crianças contaminadas com a COVID-19, a proteção das crianças já deveria ser realizada com a mesma seriedade em que os procedimentos são realizados em adultos.

Uma criança assintomática é um vetor de contaminação, espalhando o vírus por aí. Assim, tomar medidas para evitar o contágio dos filhos não é apenas proteger um ente querido, mas uma atitude cidadã que contribui para o enfrentamento da pandemia.

Desde os primeiros registros da doença, a forma como ele agia sobre as crianças e jovens vem sendo motivo de estudos

São raros os casos nesses grupos que a COVID-19 aparece em sua forma mais grave. Uma hipótese para esse comportamento seria os diferentes padrões de respostas imunológicas entre as idades. 

A princípio isso é uma ótima notícia para quem tem filhos, mas não deve ser motivo para descuidos.

 

Crianças não sentem sintomas da COVID-19?

Estudos mostram que a forma assintomática da Covid-19 nas crianças está associada a uma alta carga viral no organismo, capaz de permanecer por semanas, fazendo dos pequenos vetores de transmissão potentes.

É importante reforçar ainda que, mesmo raros, os casos graves de infecção viral por Sars-CoV-2 em crianças existem. 

 

No final de Maio, o Brasil havia registrado 130 mortes de pacientes com a nova doença com idade entre 0 a 19 anos. Em comparação aos dados dos demais grupos populacionais, os números são baixos, mas demonstram que o risco existe.

Além disso, tem havido registros de diferentes partes do mundo de problemas de saúde graves em crianças e adolescentes associados à inflamação da COVID-19. 

As inesperadas manifestações clínicas seriam consequências da intensa resposta inflamatória em vasos sanguíneos e demais órgãos. Médicos e pesquisadores, contudo, ainda estão investigando para entender melhor a situação.

 

Faceshield para crianças: melhorando a proteção de seu filho

As medidas de prevenção da COVID-19 em crianças são as mesmas aplicadas aos adultos: 

  • Distanciamento social
  • Reforço na higiene das mãos
  • Evitar levar a mão ao rosto, olhos e boca
  • Utilizar máscara ao sair de casa.

Aliás, a utilização de máscaras vem se mostrando uma das medidas mais eficientes no enfrentamento da pandemia

Pesquisa realizada pela Universidade de Cambridge, Inglaterra, apontou que o uso massivo de máscaras pode impedir a segunda onda da doença.

O estudo aponta que o uso generalizado do equipamento, combinado com distanciamento físico e algum confinamento, pode oferecer uma maneira razoável de lidar com a pandemia, possibilitando, inclusive, a retomada das atividades econômicas mesmo antes da chegada da vacina. 

Mesmo as máscaras caseiras de pano, que tem eficácia limitada, são capazes de reduzir a propagação da doença se utilizadas de forma massiva; mas, claro, o ideal é sempre combinar a máscara comum com uma que dê a 2ª barreira de proteção.

O uso de máscaras em crianças a partir dos dois anos de idade deve ser um compromisso dos pais para proteger seus filhos e os demais – vale reforçar que a Sociedade Brasileira de Pediatria não recomenda o uso abaixo dessa idade.

 

Como funciona o uso do FaceShield para crianças?

O FaceShield é uma viseira produzida em polipropileno, material plástico de alta resistência e lavável, além do alto índice de transparência

O uso do FaceShield para crianças é uma medida que contribui para reforçar essa proteção, devendo ser adotada, principalmente, em lugares fechados como ônibus, mercados e transporte públicos.

Além de formar uma primeira camada protetora contra a presença de gotículas com o vírus, a faceshield para crianças também atua como uma barreira para dificultar que os pequenos levem a mão ao rosto.

Produzida especialmente para crianças de 3 a 12 anos, o FaceShield para crianças da Zurich é confortável, tem uso ilimitado – desde que obedecido os procedimentos de limpeza – e te ajuda deixar seu filho mais seguro.

O combate à pandemia da COVID-19 é dever de todos. Faça a sua parte. Evite sair de casa, lave as mãos frequentemente, faça o uso de máscaras e oriente e proteja seus filhos. Com o esforço e colaboração de todos vamos sair dessa!

Para conhecer a máscara FaceShield para crianças da Zurich, é só clicar aqui.

Curta nossas páginas nas redes sociais e fique por dentro de mais novidades da Zurich!

Até a próxima!  

 

Postado por Zurich

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *