(11) 4396-2343 E-mail: contato@zurichtermoplasticos.com.br

Como anda o setor de eletrodomésticos para a indústria do plástico?

Diego Z F 27 de junho de 2018 Nenhum comentário Industria do plástico
  • Compartilhe isso nas redes sociais:
Como anda o setor de eletrodomésticos para a indústria do plástico?

No auge das vendas dos eletrodomésticos da linha branca, em 2012, foram vendidas no Brasil 18,9 milhões de unidades, segundo dados da Associação Nacional de Fabricantes de Produtos Eletroeletrônicos (Eletros).

Por ser um dos setores mais afetados pela crise econômica, esses números sofreram uma forte queda nos últimos anos.

Em 2017, contudo, houve uma significativa melhora, alcançando a marca das 14 milhões de unidades contra 12,9 milhões em 2016, também de acordo com dados da Eletros.

Embora ainda longe do ápice, o aumento de 8,5% nas vendas em comparação a 2016 anuncia um futuro promissor.

Vale lembrar que é esperado para o período de 2015 a 2020 um aumento da produção global de refrigeradores de 3,5%, como aponta dados da consultoria IHS Consulting Services – Global Solutions.

Sendo assim, podemos afirmar que há, sim, um aquecimento do mercado de eletrodomésticos de linha branca.

O que também é uma ótima notícia para a indústria do plástico.

A indústria do plástico e a produção e eletrodomésticos

Os fabricantes de eletrodomésticos da linha branca são clientes importantes para a indústria do plástico.

Como ocorre em toda economia, esse setor vem experimentando um aumento do uso dos polímeros em sua produção.

Por meio da injeção de plástico são produzidas, diariamente, milhões de peças que irão compor geladeiras, refrigeradores, fogões, máquinas de lava-roupa, lava-louças etc.

O plástico, aqui, entra, muitas vezes, substituindo outros materiais anteriormente utilizados pelo fabricante, especialmente os metais.

E muito disso se deve, também, ao desenvolvimento experimentado pela indústria do plástico.

Ao longo dos anos foram desenvolvidos polímeros e técnicas de transformação que permitem alcançar materiais de altíssima qualidade para atender um exigente setor cujos produtos possuem utilização diária para os consumidores.

Os chamados plásticos de engenharia, ou seja, resinas plásticas com propriedades superiores de qualidade e custo mais baixos do que outros plásticos ou commodities, evoluíram a ponto de apresentar um alto índice de resistência e tecnologia de aplicação.

Além disso, eles apresentam uma densidade menor e são moldáveis a diversos tipos de acabamentos.

Vale lembrar que a injeção de termoplástico é uma técnica que permite produzir em série de forma rápida e sem desperdício de matéria-prima.

Dessa forma, se mostra como uma interessante técnica que permite ao setor plástico atuar como um fornecedor confiável à indústria de eletrodomésticos.

Por isso, com a projeção de crescimento mundial na produção e consumo desses produtos a indústria do plástico tem muito a comemorar.

Gostou deste artigo? Continue acompanhando nosso blog e tenha acesso a mais informações sobre a injeção de plástico.

Até a próxima!

Postado por: Zurich Termoplásticos | www.injecaodeplasticos.com.br

 


0 Comentários




Deixe o seu comentário!