(11) 4396-2343 E-mail: contato@zurichtermoplasticos.com.br

Classificação de resíduos: um processo importante para o seu negócio!

Zurich Termoplásticos 10/12/2019 Nenhum comentário Blog, Economia industrial
  • Compartilhe isso nas redes sociais:
Classificação de resíduos: um processo importante para o seu negócio!

O descarte de resíduos sólidos, aqueles que são produzidos pelo setor industrial, não pode ser feito pelo método comum.

Suas características impedem que eles sejam despejados na rede de esgoto ou em corpos d´água (oceanos, mares ou lagos).

Para identificar a prática correta de descarte é importante, primeiro, entender como são feitas a caracterização e a classificação de resíduos.

Entenda mais sobre classificação de resíduos e como esse processo funciona!

Caracterização dos resíduos sólidos

Este é o primeiro passo, antes da classificação. A dinâmica do processo é bastante técnico e segue um fluxo onde, inicialmente, uma amostra é analisada para identificar características qualitativas, quantitativas, biológicas e físico-químicas, como:

1) Origem

  • Estado físico;
  • Cor;
  • Odor;
  • Aspecto geral;
  • Grau de heterogeneidade.

2) Denominação

  • Estado físico;
  • Processo de origem;
  • Atividade industrial;
  • Constituinte principal;
  • Destinação.

3) Destinação

  • Aterro para resíduo perigoso;
  • Aterro sanitário (não perigoso);
  • Aterro de resíduo inerte (solubilidade);
  • Tratamento térmico (incineração, compostagem, co-processamento, etc).

Classificação dos resíduos

A ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) estabelece regras por meio da NBR 10004/2004. Nela, estão descritos potenciais riscos à saúde das pessoas e também ao meio ambiente. 

Desta maneira, é possível organizar e gerenciar a destinação correta dos refugos industriais. Para isso, é necessário identificar a atividade geradora e os elementos que estão em sua composição. São eles:

  1. A) Resíduos Classe I (perigosos)

Eles têm características bem específicas e de alta periculosidade, como toxicidade, inflamabilidade, corrosividade, reatividade e patogenicidade.

  1. B) Resíduos Classe II (não perigosos)

Não inertes: não são enquadrados como resíduos perigosos ou inertes. Sua classificação é feita por exclusão. Possuem propriedades que agridem menos o meio ambiente, como a biodegradabilidade.

Inertes: não a contaminam a água. Isto é, contêm elementos solubilizados em concentrações compatíveis as da potabilidade da água. As exceções são: alterações de cor, sabor, aspecto, turbidez e dureza.

Laudo de classificação de resíduos

Este documento é elaborado com base na identificação do processo de produção. Para isso, é obrigatório realizar o enquadramento do produto nas tabelas constantes da  NBR 10004/2004, anexos A ou B.

O laudo deve relacionar origem do resíduo, processo de separação e critério utilizado para definição dos indicadores. 

Em algumas situações são anexadas análises laboratoriais. Pode acontecer do OCA (Órgão de Controle Ambiental) exigir outras análises, de acordo com a complexidade do refugo industrial a ser descartado. 


Outros tipos de resíduos sólidos

  • Agrícolas;
  • Construção civil;
  • Hospitalares;
  • Varrição;
  • Comerciais;
  • Domésticos (recicláveis e não recicláveis).

Proceder um descarte inadequado significa desrespeitar a Política Nacional de Resíduos Sólidos, vinculada a:

  • Política Nacional do Meio Ambiente;
  • Política Nacional de Educação Ambiental;
  • Política Federal de Saneamento Básico.

A empresa que desacatar estas normas pode sofrer sanções administrativas e penais, inclusive com a possibilidade de prisão dos responsáveis.

Por isso, é bom ficar sempre atento à classificação de resíduos. A sua empresa já pratica essa classificação? Se você ainda tem dúvidas sobre o assunto, deixe um comentário!

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *